DESCER DA NUVEM (TO WALK DOWN FROM THE CLOUD), Museu Judaico de São Paulo 
30 jul 2022 - 23 jan 2023

LEILA DANZIGER TRANSITA ENTRE POESIA E COLAGEM EM ELOGIO AO FRAGMENTO - Gustavo Zeitel, Folha de São Paulo, 15/11/2022



 

série cineminha comunidade, 2022. Impressão com pigmento mineral sobre papel fotográfico, 146 x 104 cm.

press to zoom

série cineminha comunidade, 2022. Impressão com pigmento mineral sobre papel fotográfico, 146 x 104 cm.

press to zoom

Ex-libris, 2022. Carimbo e ficha catalográfica sobre cartão, 30 x 100 cm.

press to zoom

série cineminha comunidade, 2022. Impressão com pigmento mineral sobre papel fotográfico, 146 x 104 cm.

press to zoom
1/11

DESCER DA NUVEM (download)

catálogo bilíngue - bilingual catalog

Textos Felipe Arruda, Felipe Chaimovich, Leila Danziger

112 páginas

Design: Tamara Lichtstenstein

 

 

 

 

"Com sua poética da memória e da recordação, Leila Danziger apresenta diversas camadas geológicas da história judaica, pessoal, brasileira e internacional - juntando fragmentos e ruínas de traumas e rompendo com guetos. Martin Luther King com Abraham Heschel e com Josephine Baker. Angela Davis e Carolina Maria de Jesus. Hugo Schlesinger com J. Baker - apontando para encontros nas trilhas e redes das diásporas modernas. A sua curadoria de imagens do Centro de Memória do Museu, que ela utiliza em colagens e instalações, faz o público mergulhar literalmente nas obras que nos refletem. A exposição fica no mezanino, no topo da antiga sinagoga que hoje abriga o museu judaico. Ali ficavam as mulheres - na “nuvem” - enquanto os homens ocupavam o espaço principal da sinagoga durante os serviços religiosos. Leila, com sua nuvem de imagens, “desce” para o centro da cena e transforma esse espaço de exclusão em uma oportunidade de inclusão dialógica. Livros e versos ajudam a compor a narrativa da exposição, que conta com a curadoria de Felipe Chaimovich." (MÁRCIO SELIGMANN-SILVA)

“With her poetics of memory and remembrance, Leila Danziger presents several geological layers of Jewish history - personal, Brazilian and international - bringing together fragments and ruins of trauma and breaking with ghettos. Martin Luther King with Abraham Heschel and with Josephine Baker. Angela Davis and Carolina Maria de Jesus. Hugo Schlesinger with Josephine Baker - pointing to encounters in the trails and networks of modern diasporas. Her curatorship of images from the Museum’s Memory Center, which she uses in collages and installations, makes the public literally dive into the works that reflect us. The exhibition is on the mezzanine, on top of the old synagogue that now houses the Jewish museum. There the women stayed - in the “cloud” - while the men occupied the main space of the synagogue during the religious services. Leila, with her cloud of images, “descends” to the center of the scene and transforms this space of exclusion into an opportunity for dialogical inclusion. Books and verses help to compose the narrative of the exhibition, which is curated by Felipe Chaimovich.” (Márcio Seligmann-Silva)

https://museujudaicosp.org.br/exposicoes/descer-da-nuvem/